Questão de nome

From Opus Dei info

Uma amiga fez uma observação simples, mas que me fez pensar. Ela me comentou que estranhava muito ter uma Associação Católica, no caso uma Prelazia, que ostentasse o nome de Opus Dei ou Obra de Deus. Segundo ela, era um nome muitíssimo pretensioso e de certo modo agressivo. Se o OD é Obra de Deus o que serão os Jesuítas, os Beneditinos, os Carismáticos e a própria Igreja. Parece, no caso, que a parte é maior que o todo (mais um paradoxo do OD?).

O assunto dos nomes acaba sendo interessante. É sabido que a Obra abomina o nome de santos ou nomes ligados à religião em escolas e em qualquer outro tipo de agremiação ou entidade. O motivo é simplesmente evitar situações constrangedoras, tais como a associação de uma escola de baixa qualidade com o santo patrono, ou a vinculação de problemas judiciais com o santo ou nome religioso da entidade investigada ou condenada.

Também deveria ser constrangedor ter uma entidade, Prelazia, chamada Opus Dei que tem um modus operandi tão discutível. Basta ler o site opuslivre, o opuslibros, a ODAN, os livros e noticias que surgem a toda hora e em diversas partes do Mundo.

Que Obra de Deus é essa que coage para que se entre, coage para que não se saia, que aceita como numerários(as) crianças com 14 anos e meio sem o consentimento dos seus pais, que pede o aniquilamento do eu em função do fim coorporativo, que faz numerárias dormirem sobre tabuas de madeira, que dificulta o contato dos numerários com sua famílias, que vigia e controla os seus membros, que viola o sacramento da confissão obrigando que se diga tudo ao sacerdote ou ao diretor antes de se confessar, que faz os numerários(as) viverem como monges disfarçados de leigos, que usa o expediente de segredos e meias-verdades, que manipula processos de canônicos, que não se importa com a saúde espiritual dos seus ex-membros, que ordena pessoas sem vocação ao sacerdócio, já que um rapaz com vocação sacerdotal ou ex-seminarista não pode ser numerário, e que é mercantilista, dentre muitos outros qualificativos que seguramente não são Obra de Deus?

Que paradoxo! Que soberba e arrogância coorporativa se apropriar do qualificativo de Obra de Deus!

Rúbio D.

Personal tools